Vôlei gaúcho segue em atividade com a Apav Vôlei

Publicado em: 16/01/2019 15:17
Apav Vôlei foi lançada nesta quarta-feira (Créditos: Divulgação/Apav Vôlei)

A luta do lado de fora de quadra foi grande. Conduzido pelo campeão olímpico, Gustavo Endres, o Apav vôlei (RS) passou por um período conturbado durante o ano de 2018, quando dependia de patrocinadores para seguir adiante. A batalha teve um final feliz, o projeto foi mantido e, nesta quarta-feira (16.01), aconteceu o lançamento oficial da equipe que estará na disputa da Superliga B masculina de vôlei 2019.

Sob o comando do técnico Marcelinho Ramos, a equipe de Canoas (RS) estreia na competição no próximo dia 26, fora de casa, contra o Upis, de Brasília (DF). Ter a oportunidade de manter vivo o projeto e seguir com uma equipe que represente o voleibol gaúcho é motivo de orgulho para Gustavo.

“Hoje é um dia muito importante para nós. Tivemos um ano de 2018 bastante difícil, atravessamos problemas financeiros, tivemos que abrir mão da nossa vaga na Superliga Cimed e isso nos deixou bastante chateados. Quase fechamos as portas. Aos poucos, conseguimos reestruturar a equipe e alguns parceiros importantes, que nos levaram a disputa do campeonato”, contou Gustavo.

Na busca por esta sobrevida, o supervisor da equipe colocou o projeto embaixo do braço e foi atrás de apoio.

“Fomos em busca de novos parceiros que investissem na equipe para viabilizar essa temporada. Aí que conseguimos a parceria com o Banrisul e foi possível ter a equipe na Superliga B. É um momento gratificante depois de uma temporada muito dura, de muito sacrifício pela situação toda que vivemos. Hoje sentimos um alívio de não deixar o projeto acabar, nem as categorias de base, nem a equipe adulta”, afirmou Gustavo Endres.

O novo momento é desafiador. Valorizar o voleibol gaúcho é um dos objetivos do time que conta, basicamente, com um grupo jovem.

“Agora começa uma nova fase, a de ter uma equipe que consiga representar os nossos parceiros e nos representar. Montamos um time jovem, com dois ou três mais experientes, todos oriundos dos clubes de base do Rio Grande do Sul. Avaliamos alguns atletas, conversamos com vários técnicos e chegamos a formação da atual equipe”, detalhou o supervisor da Apav Vôlei.

Entre os jovens, um chama atenção. E não somente pela altura (1m99), mas pela semelhança com o campeão olímpico e líder do projeto. Eric, de 18 anos, é o filho mais velho de Gustavo e está na equipe emprestado pelo Sesi-SP.

“Eu fico muito na quadra, até porque preciso disso. Cobro muito dele, converso muito sobre o que ele precisa melhorar, falamos sobre tudo, passada de ataque, posição de bloqueio, saque. Fico o tempo todo corrigindo e é uma relação bem bacana. Estou curtindo bastante. Ele quer melhorar, crescer, construir carreira e está sendo bem gostoso ter ele aqui do meu lado”, afirmou Gustavo.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileir



patrocinadores

Parceiros Oficiais