Empurrado pela torcida, Vôlei Ribeirão Preto leva o título da temporada 2018

Publicado em: 21/04/2018 19:05
Vôlei Ribeirão Preto ficou com o título diante da torcida (Créditos: Divulgação/CBV)

Na tarde deste sábado (21.04) o Vôlei Ribeirão Preto (SP) conquistou o título da Superliga B masculina de vôlei 2018. Em casa, com apoio de três mil torcedores, o time do interior paulista levou a melhor sobre o Vôlei UM Itapetininga (SP), de virada, por 3 sets a 1 (23/25, 25/21, 26/24 e 25/17), em 2h03 de partida na Cava do Bosque, em Ribeirão Preto (SP).

Este é o segundo troféu conquistado pela equipe comandado pelo técnico Marcos Pacheco em menos de um ano de existência. Ainda em 2017, o Vôlei Ribeirão também conquistou a Taça Prata, também com triunfo sobre os rivais de Itapetininga. Com o resultado deste sábado o time de Ribeirão aumenta a vantagem no confronto contra o Vôlei UM, já que esta foi a terceira vitória em quatro confrontos.

Ao subir no lugar mais alto do pódio nesta Superliga B 2018, o Vôlei Ribeirão Preto coroou a melhor campanha na competição com 10 vitórias em 13 jogos. O capitão do time, o levantador Jotinha, falou da emoção de conquistar mais um título.

“Eu cheguei aqui há oito meses quando só tínhamos três bolas e oito atletas, sem sabermos o que este projeto ia se tornar. Hoje, vendo este ginásio lotado e o modo como a cidade de Ribeirão Preto nos abraçou, posso afirmar que valeu a pena. Estou muito feliz com esta conquista”, disse o experiente atleta.

O campeão mundial em 2010 com a seleção brasileira João Paulo Tavares também foi um dos atletas com mais bagagem no elenco do Vôlei Ribeirão. O ponteiro que estava há dois anos sem jogar confessa estar surpreso com a atmosfera na decisão.

“Todo este ambiente que estava durante o jogo foi incrível. Não tinha como imaginar ter uma emoção dessas ao voltar a jogar e ver toda esta festa. Eu acreditei neste projeto e eles acreditaram em mim. Agradeço a todos da comissão técnica e os meus companheiros que me ajudaram durante esta temporada”, comentou João Paulo.

Do lado do vice-campeão a tristeza pela derrota na decisão rapidamente foi substituída pela satisfação do objetivo alcançado, pois nesta temporada os dois times finalistas garantiram o acesso à primeira divisão. O oposto André Nascimento, que por mais de uma década vestiu a camisa da seleção brasileira, inclusive foi campeão olímpico em 2004, foi um dos principais nomes do Vôlei UM Itapetininga e se despediu das quadras ao final do jogo deste sábado.

“Eu já vinha me preparando realmente para este momento. Estou feliz. Este projeto tão legal que me abraçou neste momento de transição. Eu tive esta oportunidade de estar aqui após minha longa carreira e em pouco tempo de projeto conseguimos o acesso à elite do voleibol, isto me deixa muito satisfeito. E estou muito agradecido por tudo”, declarou André Nascimento.

Esta foi a segunda vez na história da Superliga B que uma equipe paulista chega ao lugar mais alto do pódio. Antes, apenas o São José Vôlei (SP), de São José dos Campos (SP) havia alcançado o título. Nas seis edições realizadas anteriormente foram campeões equipes de seis estados diferentes: Vôlei Canoas (RS), em 2012; Montecristo (GO), em 2013; São José Vôlei (SP), em 2014; Sada Cruzeiro Unifemm (MG), em 2015; Caramuru Castro (PR), em 2016; e SESC RJ, em 2017.

Além de Vôlei Ribeirão Preto em primeiro e Vôlei UM Itapetinga em segundo, a Superliga B masculina de vôlei 2018 teve a seguinte classificação: Botafogo (RJ) em terceiro; Apan/Esferatur/Blumenau (SC) em quarto; Montecristo/Artesanal (GO) em quinto; UPIS (DF) em sexto; Super Vôlei Santo André (SP) em sétimo; e Uberlândia/Gabarito/Start Química (MG) em oitavo.

EQUIPES

VÔLEI RIBEIRÃO PRETO – Jotinha, Rafael, Giovanni, Brunão, João Paulo Tavares e Gabriel. Líbero - Rafinha

Entraram: Fábio Paes, William, França, Jonatan

Técnico: Marcos Pacheco

VÔLEI UM ITAPETININGA – Ítalo, Baiano, Pinta, Michael, Clinty e Ademar. Líbero: Guiga

Entraram: Victor Birigui, André Nascimento, Eduardo, Pilan

Técnico: Fabiano Ribeiro (Magoo)

SUPERLIGA B MASCULINA 2018

FINAL

21.04 (SÁBADO) Vôlei Ribeirão Preto (SP) 3x1 Vôlei UM Itapetininga (SP), na Cava do Bosque, em Ribeirão Preto (SP) (23/25, 25/21, 26/24 e 25/17)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro